2 de setembro de 2013

Sungkyukwan Scandal (K-Drama)

Faz quase dois anos que assisti esse drama e só agora tomei vergonha na cara para resenhá-lo. No podcast de decepções doramáticos, Sungkyukwan já deu o ar da graça, mas agora eu resolvi fazer um post, bonitinho e organizado, dedicado só pra ele.

(Park Yoochun, Park Min Young, Song Joong Ki, Yoo Ah Ri) Ano: 2010
Este drama acontece na Universidade Sungkyunkwan durante a era Joseon, girando em torno das aventuras e histórias de amor de quatro jovens. Quando seu irmão mais novo fica doente, Kim Yoon Hee entra na escola em seu lugar disfarçado de menino, para encontrar uma forma de apoiá-lo. Torna-se amigo de Lee Sun Joon , extremamente rico e o cérebro do grupo, o Playboy Goo Yong Ha e o rebelde Moon Jae Shin.

Eu não sei dizer se o drama era ruim ou era bom. Simples assim. Tenho que revê-lo, talvez forme uma opinião concreta, talvez não. SKS junto tudo de bom dos clichês doramaticos e quase teria funcionado, se eles não tivessem enchido os vinte episódios com um mistério besta e sem sentido. 
Yoon Hee era um porre. Que bom que ela sabia ler e era um supra sumo da inteligencia em uma época que as mulheres mal podiam ver um livro, mas precisava ser metida a besta o tempo todo? Passava a maior parte do tempo tentando dar lição de moral e pagando de injustiçada, os meninos não tinham culpa de serem ricos e, muito menos, por ela ser pobre. Ainda tinham aquelas caras e bocas, me recuso a acreditar que foi a mesma atriz que deu vida a divíssima Kim Na Na.
Sun Joon não fedeu nem cheirou. Ele era rico, inteligente e gente boa, só queria ajudar a besta da Yoon Hee a se tornar um estudante e ter uma vida melhor, mas óbvio que ele ia se apaixonar pelo coleguinha, e cá pra nós, era hilário. O moço até fugiu pra meditar em uma montanha, pois achava estar apaixonado por um homem, bem ele, tecnicamente, estava. Sun Joon não deu ataque quando descobriu a verdade, o que eu aprovei.
O casalzinho não tinha sal nem açúcar. Não que a culpa fosse dos atores, porque ele se esforçaram ao máximo, mas o drama não ajudava. Primeiro as roupas, que atrapalhavam todo e qualquer contato físico, além da história chata  dos pergaminhos perdidos do rei louco - nem eu sei explicar direito. Eles tinham os seus momentos e a sua química, mas precisavam de um catalisador.
Como eles eram um grupinho de quatro homens maravilhosos, no maior estilo boys before flowers vamos falar do menos macho : Yong Ha. Ele era uma mona louca purpurinada que fez todo drama valer a pena. Como dizem que as criaturas reconhecem seus semelhantes, sacou de primeira que o Yoon Shik era a Yoon Hee. Achei que ele ia fazer o espião mascarado e ser do grupinho do mal, mas não, Yong Ha foi o mascote do grupo do bem e tava sempre lá pra gastar bolsas de dinheiro por informações e trabalhinhos especiais. Eu sei que ele quebrava o pulso, mas Yong Ha era tão safado e malandro que a parcela feminina da população mundial caiu de amores, e, cá pra nós, a atuação do Song Joong Ki dispensa comentários, esse totoso.
Agora, quem arrepiou os cabelinhos do braço dessa que vós escreve, foi o Jae Shin, mais conhecido como Geol Oh . Um rebelde com causa, de cabelos revoltos e barba sexy. Ainda tinha aquele olhar de cachorro pidão calando fundo na minha alma. Óbvio que ele tinha que desenvolver sentimentos pela protagonista pra me fazer sofrer, mas, de boa, o relacionamento dele com o Yong Ha era mais interessante, era tanta química e biologia, e tudo ficava tão subentendido com aqueles dois. Só faltou Yong Ha por uma coleira no Geol Oh com o seu nome, porque de resto...passei mal.
O grupinho do mal chegava a ser engraçado de tão idiota. O que salvava era o olhar penetrante do líder, In Soo - extremamente lanchável - e o amor que ele tinha pela maior cortesã da corte, Cho Sun. O vilão do drama era o pai do In Soo, mas no fim até o filho se virou contra ele para proteger o relacionamento com a Cho Sun. Cho Sun essa, que nas horas vagas dava uma de assassina a mando do pai do In Soo, algo super novo né? - notem a ironia.
O escândalo que da nome ao drama, e arrasta a história para o porre eterno, começou quando o Rei atual decide encontrar o tal Geum Deung Ji Sam, um conjunto de memórias. Essas memórias pertence ao Sado, o pai do rei atual, que foi sufocado pelo próprio pai em um barril de arroz, porque alguns diziam que o Sado era um  louco pervertido, e outros, que isso era intriga dos Noron (ministro de guerra). Então o Rei quer limpar o nome do pai e da essa missão para quatro alunos, algo super coerente, dizendo que assim iria mostrar a verdade pro mundo e criar uma Joseon nova, onde o povo não seria dividido em facções, mas isso não acontece porque o Rei caga contudo - assistam e entendam.
O ruim é que o drama é cheio de referências da história coreana, o que torna tudo uma lentidão. O resumão que eu fiz acima teve que ter ajuda da wikipédia e da Raquel do Dramatologia, porque é muita enrolação, muita data, muito nome e muita bobagem que eu fiquei comendo mosca.
Apesar de pontuar tantos contras, quando assisti, devorei um episódio atrás do outro, porque o relacionamento do quarteto principal é ótimo. Aquilo de todos por um, amizade para sempre, superação e aprendizado é bem explorado e as cenas são hilárias, por mais batida que essa temática já seja. Como havia dito, a mistureba dos cliches seria perfeita se não tivessem tacado a história dos pergaminhos.
A melhor cena, ever! 
Os quatro episódios finais foram bem diferentes do restante, pois fluíram perfeitamente, talvez porque, finalmente, todos já sabia que a Yoon Hee era mulher e tentavam protegê-la deles mesmo, comédia define.
E os segundinhos finais, aqueles pra fechar a história, foram uma fofura só. Meio nonsense, mas de soltar coração pelos olhos. Colocando tudo na balança, fiquei super feliz de ter dado uma chance para Sungkyukwan Scandal.


Drama histórico vale a pena só pra ver essas gostosuras de barba.
Então é isso, beijos!

Um comentário:

  1. AAAAAAAAAAAAAAAAAAAANA SAUDADE DE VC AMIGA <3
    quem sabe nas férias voltamos aos velhos tempos de surtos no Twitter <3

    Quero ver esse drama a TEMPOS, eu tinha ele no note mas foi roubado Ç.Ç preguiça de baixar, dizem que é CLÁSSICO DOS CLÁSSICOS, quero ver logo s2

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Hallyudramas Copyright © 2012 Design by Ana Coscia Hallyudramas

Related Posts with Thumbnails